cabecario

Entrar

Atualizado 1:33 PM, 10/13/2019

Francisco Gonçalves Martins -"Seu Fransquim do licor"

17a. Festa do Reencontro da AFAI

Série : Biografias dos Homenageados

Troféu Iracema
Francisco Gonçalves Martins -"Seu Fransquim do licor"

Por: Maria das Graças Aires Martins

LONGEVIDADE E ALEGRIA !!!

Como é maravilhoso cantar a vida principalmente aos 95 anos, em plena consciência, desenvolvendo atividades diversificadas, especialmente produzindo licores de diversos sabores já tão conhecidos e apreciados pelo povo ipuense e por todos aqueles que visitam a “Terra de Iracema” indo de encontro à “Bica do Ipu”!

Estamos nos referindo ao Sr. Francisco Gonçalves Martins, ou simplesmente “ Seu Fransquim!

Conhecido não só no Ipu, onde reside, mas, por todos os lugares onde chega o sinal da internet, através de tantas e tantas reportagens com ele realizadas.

“Seu Fransquim” tornou-se uma figura folclórica ipuense, não tão somente pelo trabalho que desenvolve, mas pela sua simplicidade e humor agradável com que conta histórias engraçadas do seu tempo de rapaz, quando tocava o seu cavaquinho exibindo a sua roupa branca de suspensório, sapato preto de bico fino e cabelo bem penteado, com o brilho da brilhantina, chamando atenção das moças nas festas de Guaraciaba do Norte, Croatá e outras localidades próximas ao “Sítio Espinhos”, local onde nasceu e viveu até seus 21 anos de idade, transferindo-se em 1944 para a cidade de Ipu-Ce na companhia do seu estimado tio João Anastácio Martins (Sr. João Chiquinha) que, conhecendo a fluência comercial do sobrinho, dividiu com ele as suas atividades de vendas de tecidos e outras diversas mercadorias, não só na cidade de Ipu, mas por toda a redondeza (Serra e Sertão), assumindo logo depois das suas primeiras experiências de vendas, a loja de tecidos do Sr. “João Chiquinha” o (tio João) localizada no Mercado Público de Ipu.

Eram três vendedores no balcão, também da família, mas: “este rapaz, o Fransquim é o coração desta loja” (dizia o Sr. João Chiquinha).

A rapidez de raciocínio, inteligência e organização deixaram-o sempre tranquilo e feliz na profissão que sempre o identificou como um simples e honesto comerciante.

Por gostar muito de música, em (1945) foi convidado pelo Pe. Caubí para trabalhar no Estúdio da amplificadora São Sebastião, que funcionava no Cine Teatro Moderno, alegrando as noites dos Ipuenses com as mais belas e românticas Valsas de Vicente Celestino, Orlando Silva e outros.

As valsas escolhidas já tinham destino certo: tocar o coração da musa que estava a cada momento no seu pensamento alimentando as ilusões de rapaz romântico.

Era uma das moças mais lindas do Ipu na década de 40, que cantava e encantava a todos com sua beleza e sua voz suave e de uma afinação incomparável. Era solista do Coro Sta. Cecília da Paróquia de Ipu: Terezinha Aires, sua eterna musa.

Casou-se em 18 de Julho de 1948 e constituiu uma família linda ao lado daquela que escolheu para ser a mãe ideal para seus filhos, que chegavam ano após ano alegrando o lar daquela família que se formava sob a LUZ da FÉ, da VERDADE e do AMOR. As dificuldades que surgiram no dia a dia, eram compensadas pela esperança de dias melhores, tendo sempre a oração como a solução de todos os problemas.

Hoje, “Seu Fransquim” ameniza sua tristeza e eterna a saudade da esposa querida ouvindo suas músicas preferidas, na sua antiga radiola, fazendo o “Licor do Amor” no seu tradicional pontinho conhecido como: “Casa do Licor”, num local estratégico que dá acesso à “Bica do Ipu”.

Quem passa não só cumprimenta “seu Fransquim”, mas, prova e compra o delicioso produto caseiro, para os momentos especiais como: aniversários, noivados, casamentos, etc.
Sua família é a sua alegria e sua segurança. Seus 08 filhos, expressão viva do seu Amor, completam a sua razão de viver. Seus netos e bisnetos, lhe distraem com diálogos interessantes, explorando e admirando a sua sabedoria , contando histórias de um passado que se confronta com um presente agitado e cheio de tecnologia.

Por ocasião do seu aniversário de 90 anos em 20/08/2013, em família ele agradeceu a Deus o dom da vida, sua longevidade, que ainda lhe faz viver com “os pés no chão e a cabeça no lugar, mesmo com o coração todo remendado” (palavras dele, descontraído e sorridente.)

“Seu Fransquim” é um pai que batalhou no tempo como um guerreiro firme e forte para manter com dignidade a família, dentro dos padrões necessários para o equilíbrio de cada um.
Hoje, nas suas palavras pacíficas e no seu leve sorriso, ele desfruta da tranquilidade de um dever cumprido, agradecendo a graça dos seus 95 anos!

Parabéns ao pai, ao irmão, ao amigo. Reconhecimento sincero da Associação dos Filhos e Amigos de Ipu (AFAI).

Seus filhos, com gratidão, beijam às suas mãos e lhe agradecem pela vida, e pela formação que receberam, legado que passará de geração para geração.

Como frutos do seu amor, partilham felizes desta homenagem carinhosa e amiga da (AFAI) ao Pai, exemplo vivo de trabalho, amor e fé.

Carinhosamente agradecem:
Maria das Graças Aires Martins, Francisco Hélio Aires Martins e família, Jesualdo Aires Martins e família, Fátima Maria Aires Martins e família, Ana Lucila Aires Martins e família, Paulo Rogério Aires Martins e família, Flávio Marcilio Aires Martins e família e Tereza Cristina Aires Martins.

Muito obrigado!

Maria das Graças Aires Martins- filha do homenageado

TEMPO

Parcialmente nublado

27°C

Ipu

Parcialmente nublado

Umidade: 66%

Vento 24.14 km/h

  • Tempestades
    03 Janeiro 2019 31°C 21°C
  • Tempestades
    04 Janeiro 2019 30°C 21°C

Cadastre-se para receber Newsletter

Seja nosso filiado

Seja nosso filiadoClique no Botão e Filie-se

A Associação dos Filhos e Amigos do Ipu – AFAI, fundada em 31 de Julho de 2002, é uma das principais vozes em prol do município do Ipu e da comunidade ipuense, visa a preservação do seu patrimônio histórico, cultural e ambiental, bem como a minimização e/ou solução dos seus diversos problemas, especialmente junto aos mais carentes;